5 dicas de SEO e Conteúdo de Qualidade para o seu e-Commerce

Com sites e-commerce se tornando cada vez mais populares, fica quase impossível não entrarmos nessa onda da internet também. Seja o seu site de produtos, serviços ou informações, uma hora ou outra ele estará em alguma plataforma e-commerce e passará a ser fonte de informação e consumo. Mas o que pode parecer um mar de rosas torna-se algo sem resultados por descuido de pontos importantes.

Você pode possuir o melhor conteúdo e o melhor produto, mas se ninguém sabe que ele existe, de nada adianta qualidade. Ainda assim, se você atinge seu público, porém seu conteúdo for fraco, a probabilidade de a pessoa nunca voltar ao seu site será grande.

Lembre-se: todos os seus visitantes estão a apenas um clique de sair de sua loja. Como você pode adicionar conteúdo de qualidade para o seu e-commerce, não se esquecendo das configurações de SEO? Quer saber? Continue lendo e aprenda alguns pontos extremamente importantes para a sobrevivência de seu e-commerce.  

1. Estude SEO

Para muitos, entender a linguagem SEO (Otimização para Sites de Busca) pode ser difícil, já que não estão familiarizados com o assunto. Também pode ser um desafio e tanto entender a dinâmica e como realmente funciona o SEO. Entre estas pessoas, estão aquelas que querem tornar seus sites em e-commerce, mas que não têm muito conhecimento ou tempo para estudar sobre o assunto.

Por isso, a primeira dica é: Estude SEO. O estudo fará com que você abra sua mente e entenda como realmente funciona a internet.

Lojas físicas são colocadas em pontos estratégicos para atrair pessoas. Muitas delas não vão literalmente até nós, mas são inseridas em locais onde podemos encontrá-las facilmente. Mesmo quando algumas delas não estão em um endereço estratégico, sempre haverá outros meios de encontrá-las, como por meio de outdoors, cartões, o famoso boca a boca e etc.

Já as lojas virtuais são um pouquinho diferentes. Não existe meio físico de encontrá-las então ao invés de irmos até elas, elas vêm até nós. É claro que existem endereços eletrônicos, no entanto, “como saber qual o endereço para loja X que tem tudo o que você sempre sonhou?” Os sites de buscas encontrarão para você! Aí é que entra o nosso querido SEO! Sim, o SEO é o responsável por ajudar sites de busca, como o Google, por exemplo, a achar o seu site em meio a bilhões e bilhões de endereços eletrônicos.

Entender como o SEO funciona é importantíssimo se você quiser ter sucesso com sua loja e não deixá-la em uma “esquina qualquer no meio de uma floresta”.

2. Como o SEO funciona

Você já sabe que o SEO é importante, mas como funciona?

Bom, o Google utiliza um critério (algorítimo) para decidir quem fica em qual posição. Quando você configura o seu e-commerce segundo estes critérios, poderá ganhar mais destaques nas primeiras páginas de busca e por consequência, mais visitas.

Mas o que fazer, então, para aparecer nas primeiras páginas? A primeira forma mais comum é o uso de palavras-chave relacionadas ao conteúdo do seu site. Adicione-as de modo sútil e natural. Outra forma importante é usar termos comuns em pesquisas como, por exemplo, “O que é”. Pense no que um possível cliente ou leitor se perguntaria para poder achar o conteúdo do seu e-commerce. Se atendo a estes dois pequenos lembretes, você já conseguirá se posicionar no Google.

Cabe lembrar que o um bom conteúdo é de máxima importância se você quiser ter um bom posicionamento nos sites de busca. Zele por isso e faça com que a descoberta do seu site seja natural e continua.

 

3. Planeje seu site e e-commerce

Planeje o seu negócio. As vendas não ocorrem sozinhas e é seu produto que vai até a casa das pessoas. Se elas não gostarem, mandam embora na hora. Por isso, a criação de uma loja virtual pode ser complexa, de certa forma. O planejamento é essencial para ter sucesso. Coloque na ponta do lápis coisas como:

  • Público
  • Onde eles estão?
  • O que eles pensam?
  • O que eles consomem?
  • Por que consumiriam o meu produto?

4. Plataforma e Design

Plataforma é a metade do caminho para um e-commerce bem sucedido. Então se atente muito neste ponto. Há diversas empresas que oferecem plataformas e-commerce, por isso pesquisar e avaliar a que servirá melhor às necessidades da sua empresa é importante.

Existem aquelas (Open Source) onde você fará toda a configuração de sua loja como, por exemplo, Magento e PrestaShop. Para modificar suas configurações você terá que entender códigos e linguagem técnica. Há também plataformas como o Wix, onde você poderá hospedar o seu domínio (endereço eletrônico) e utilizar layouts que o próprio Wix oferece.

Além destas, existem plataformas como Vtex, onde você paga uma mensalidade e eles produzem o seu site para você. Grandes marcas já estão usando esta última plataforma, como Paquetá, Calvin Klein, entre muitas outras.

Escolha a plataforma que mais combina com a sua loja e capriche no design e layout. Nas plataformas prontas é mais difícil você sair do que é proposto, mas algumas plataformas permitem que você tenha um pouco de liberdade sobre como fará cada página.

Na hora de criar, seja você ou outro profissional, pense em uma identidade para a sua marca e se apegue a isto, se baseando sempre naquela regrinha de que “menos é mais”. Sempre use imagens de boa qualidade, detalhes de produtos, organização visual, acessibilidade a seus clientes, etc.

Baseie-se também em suas experiências com outros sites. Aqueles que você ama e aqueles que você nunca voltaria. Nesta pequena análise, você obterá parâmetros para seguir no seu e-commerce e não cometer os mesmo erros. Ainda dentro da plataforma que você escolheu, explore as ferramentas disponíveis como, por exemplo, oferecer um atendimento online. É mais dinâmico e atrativo para o cliente.

5. Tenha um blog

Além do seu site e-commerce, ter um blog é uma forma de enriquecer o relacionamento com o seu cliente de forma mais direta. O blog será responsável por puxar o seu cliente para a sua loja e vice e versa, você poderá acrescentar informações relevantes até mesmo para a vida deles.

No site, o seu relacionamento com o cliente é curto e baseado apenas nos seus produtos e serviços. O blog seria um lado mais pessoal, onde você poderia investir nas necessidades de seus leitores, que poderiam virar seus clientes, e em clientes que obteriam uma melhor experiência ao acessar o seu site.

Mas para que o efeito do Blog seja bem sucedido, é importante que você entenda o que o seu público está procurando. Para isso, faça ligações entre os canais (site e blog), para que haja uma conexão entre eles de assuntos e necessidades. Podemos citar alguns exemplos de sites com blogs, como por exemplo: A Galeria Tricot (site e blog); O Job for Model (site e blog); Cecília Prado (site e blog) e outros.

Usar o Blog pode ser uma maneira criativa de chamar a atenção de seus clientes e futuros clientes. Mas não exagere com conteúdo e siga sempre uma linha de raciocínio que tenha a ver com os produtos e serviços que você oferece. Estimule o interesse de seus leitores e ganhe clientes satisfeitos. Insira links no texto para produtos do seu site, sem exageros, é claro, abordando sempre de uma forma natural seus produtos e serviços.

Nunca deixe que o seu leitor ache que é você quem o está induzindo a voltar para o site. Deixe que ele sinta a necessidade de voltar. E se o seu blog não for escrito por você, contrate redatores que cuidem dele para você, dando o mesmo segmento de seu site. Textos bem construídos e de fácil leitura fazem com que seus leitores fiquem mais tempo com você em seu site. Determine a quantidade de postagens semanais e tenha sempre novidades para seus leitores. Utilize boas imagens e permita que o conteúdo do seu blog seja indexado pelo Google.  

Os mecanismos de buscas são robôs, mas nós não! Apesar de tudo ser eletrônico, o que estamos tentando alcançar aqui é o público. E público nada mais é do que pessoas. E pessoas tendem a criar hábitos virtuais. Tente chegar até essas pessoas de forma humana, usando e abusando de necessidades e interesses.

O mundo é virtual, mas nós não. Não deixe o seu site congelado. Dê vida a ele com um bom conteúdo e SEO.

E aí, o que achou das nossas 5 dicas de SEO e Conteúdo de Qualidade para o seu e-Commerce? Você tem alguma outra receita para ter um e-commerce de sucesso? Conte pra gente. O Job For Model está sempre interessado no que você pensa.

VTEX - CTA - Ebook: 6 Erros de migração de plataforma de loja virtual